quinta-feira, 23 de junho de 2011

Uma vida


Por Germano Xavier

é momento de messe
dias grandes e de júbilo
em que o homem se renova
nova forma de ver, sentir
(que é tudo diferente?),
rente aos olhos da espera

os campos verdes nascem belos
são os frutos das mãos calosas
no fundo são mãos de seda
donas do segredo, da fonte
e também do medo

o sol se deita os homens lassos
bebem o crepúsculo
som de noite no campo
o passo-preto entoa o derradeiro
hino do dia difícil
que parece não acabar

Um comentário:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Disorted dream by *Greyguardian"
Deviantart