segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Clube de Carteado (II)




Por Germano Xavier


Jogar e saber perder
e perceber
que é possível
morrer e estar vivo
na fumaça negra
cortina de mariposas
que fere a visão

Ser feito um rio
dar passo em silêncio
reverberar liberdade
e ir
caudalosamente
feito um rio
de águas transparentes

Subir descer montanhas
ser duro forte aguerrido
nascer morrer nunca morrendo
e estar
na fumaça negra
cortina de mariposas
a todo instante renascendo

Nenhum comentário: