quinta-feira, 21 de março de 2013

Português


Por Germano Xavier

Sabe, nessa cidade tudo é outro...
Nessa cidade ninguém é de ninguém.
Olhe as esquinas... "Com quem? Com quem
eu me pareço? Com esse loiro

de camisa xadrez?" É tudo um jogo...
Andando assim fica mais fácil travar a língua.
Porca miséria! Não viverei à míngua
desse ritmo de cores. Então, fogo!

Quero esse francês pelos cabelos...
Brumas do italiano, modelar caminhos.
Beber o inglês num chá das três.

Vulgarizar com o clássico, quebrar com os elos
desses "lácios". Mas, não são sanguíneos?
Oh, querido freguês, conheces o Português?

Nenhum comentário: