sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Estado de luz


Por Germano Xavier

Talvez um fetichista, eu!?
Salve minha conduta!
A Poesia é efervescência,
arrebatamento e pedido.
A Poesia vai nascer,
assim, sem jeito, para quem a quer.
Salvem os elementos desse Mundo:
matéria-prima, palavras; ó, Vida!
Salve a menina que espera
da janela, a quimera, o inenarrável
encontro com a poética.

...

Um bardo?
Onde em mim meu ser Poeta,
do verbo Poetar?
Sou chama
e você meu estro:
Estado de Luz.

Nenhum comentário: