segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Livros e nuvens


Por Germano Xavier

Acoberta-me estas âncoras amareladas
destes oceanos de águas versejantes.
Riachos de Cantos, lagos de Rimas...
Lo(cais) de aconchegos e nascimentos.

Frio...
Queda d’alma, hesitação gritante.
Doenças da poeira esquecida
de um livro não lido na estante.

Rimbaud, naus e triunfos.
Vestes e curas silenciosas,
choros de lepidez horizonte:
eis a potência de um livro!

Nenhum comentário: