sábado, 21 de junho de 2014

Roda girante

*
Por Germano Xavier


é quando sozinho
na hora mais morna
da casa fria no cômodo com sombras
pousado pelos lados
sem oriente
na observância seca das coisas
que procuro
à luz da cidade
a chave que dá para a imensidão


* Imagem retirada do site Deviantart.

2 comentários:

Daniela Delias disse...

Feito Alice na toca do coelho.

Eis a chave.

Beijo, G.

Arco-Íris de Frida disse...

Cade essa chave?