quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Colina's Hotel

*
Por Germano Xavier

parei o carro na contramão
policiais são fantasmas no horizonte
(era rápido o papo)

moça de peitos largos no balcão
fez ciência de meus pedidos
"o mesmo homem de sempre"
- pensou ingenuamente

eu que trago na mochila
as águas dos rios mortos
as muitas coisas encontradas
nas gramáticas mudas das indefinições
os sabores ilustrados dos mapas de fuga
por onde fui visto nos infinitos

"moça, reserve o quarto para quem sabe..."

ela me ouvia e eu não acreditando que a vida
fosse naquele instante um mercado sem regra
quando raramente ativo a pressa
exigo de mim o passo que cansa

o de nunca estar


* Imagem retirada do site Deviantart.

Um comentário:

Anônimo disse...

Germano, o teu estilo está cada vez mais apurado. E tem um bónus: o conteúdo é denso, tangível, tocante!
Gostei imenso!
Luísa