sábado, 14 de março de 2015

As árvores amorosas (Parte XV)

*
poema para a mulher da noite perigosa

Por Germano Xavier

foram 475 quilômetros
numa four stroke até chegar
em sua boca de latitude grossa
em sua mão aquática e desconhecida
em sua rudeza infame e saborosa
a clamar pelo combate

cantava sob o capacete
a canção de um outro amor
para diminuir a vastidão das retas
cheias de sol

pelo retrovisor eu via
o verde se emparelhar como uma mancha
ao torpor de todas as solidões

e ao cruzar a curva do fim
certo de ter vindo buscar em ti
o mapa do lugar que ainda irei



* Imagem:  http://www.deviantart.com/art/Chasing-Clouds-376920242

Nenhum comentário: