domingo, 29 de março de 2015

As árvores amorosas (Parte XVIII)

*
poema para a mulher-modelo da faculdade

Por Germano Xavier

e saímos sem bandeira
na luta dos sem-destino
montados na Honda vermelha

só a nossa sombra espelhada
nas paredes das casas contra-sol
daria para nos errar tal como encontro
certo de nós por gêmeas almas

até que o motor rugiu mais forte
você em corpo solta em olhos sonhados
eu em demonstração de manhã intranquila

o amor desapareceu à luz do farolete
aceso dentro e fora da noite veloz
aceso para te apagar de mim
à primeira esquerda formato curva


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/Where-We-Met-293798634

Nenhum comentário: