sexta-feira, 8 de maio de 2015

Poeminhas sem glúten

*
Por Germano Xavier


I

dispenso a flor
quero tua mão nua
em minha carne crua

dispenso o ritual
o prelúdio
o manual

quero o teu corpo
in natura
em meu abraço total



II

eu te amo descobrindo estradas
desenhando rumos eu te amo
vencendo mitos
destruindo túmulos
adestrando fantasmas

único fato possível ao amor: amar
quem ama não naufraga quem ama não fracassa
único fracasso possível ao amor: não ser


* Imagem:  http://www.deviantart.com/art/love-52121412

Um comentário:

Daniela Delias disse...

nunca um não ser.

lindo, G.