quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

A coisa sem nome

*

Por Germano Xavier


aqui está a narrativa
no tempo e no espaço.
exatamente como ela é.

como foi escrita, espontaneamente.
por isso parece irregular, cortada.
mas é a respiração de um momento.
é o registro histórico, o documento
de um instante de amor.

uma fotografia desfocada
daquela coisa que mal sabemos.


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/paixoes-de-inverno-139077058

Nenhum comentário: