domingo, 24 de abril de 2016

Água viva

*

Por Germano Xavier


"Quero apossar-me do é da coisa."
Clarice Lispector


imagem tua
como uma pintura
de incontornáveis traços
que criei cedendo

pura figura sem figura
como as águas sujas
do canal de nossos dias

pura como o sangue sagrado
dos poetas mortos evocados
dos poetas vivos existidos

poetas sujos de sangue//
poetas sujos de letras//
poetas limpos de coração//
poetas doentes de alma//
poetas morrendo de dor//

imagem tua que criei sendo livre
reflexo da perfeição que se perdeu na luta
da inocência que se perdeu no vão
da inspiração que se ganhou no sonho
da delicadeza que se instalou na lança do olhar
da resistência que se estabeleceu no andar

no onde

imagem tua sem mito
que criei amando
incerta como o vento certo
que traz nuvem alguma
que traz chuva e história
que provoca a vida


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/In-absentia-embryo-67570002

Nenhum comentário: