sexta-feira, 10 de junho de 2016

Não estamos

*

Por Germano Xavier



você percebeu, amor?
não estamos nos mapas,
estamos no limbo.

somos as páginas subtraídas do romance
do excêntrico e genial escritor,
que já estava cansado demais
para nos acomodar no enredo.

percebeu que não temos
lugar?

percorremos as estradas perdidas dos monstros de bom coração,
que assinalaram o deserto com descobertas alucinantes.
//no final, tinha dor e teimosia avulsa. e ainda andamos em busca
de outros finais, infinitamente, começando até chegar//

então, ficamos assim:

ardemos em congelantes faltas.
o frio vem e nos assimila a distância.
a catástrofe faz-se amiga e retaguarda de nossos paraísos.
morremos em comemoração por sermos capazes.

de morrer juntos.


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/Through-these-eyes-597966807

Nenhum comentário: