quarta-feira, 15 de junho de 2016

O amor aqui

*

Por Germano Xavier


o amor aqui
É TÃO PLÁSTICO
tão elástico
modulado
emoldurado
e classificado
como frágil
e enviado
ao remetente
previamente
selecionado
em concurso
irrepreensível

o amor aqui
escapa à natural ironia
de ser imprevisível

tem de ser
captado
quitado
convencionado
medido
(custo-benefício paga o investimento?)

o amor aqui
acessório principal
para o enredo
da vida social
precisa combinar
com os demais acessórios
o status
o degrau
a escada
a camada
a fachada

a vitrine completíssima
faz estalar
a boca do estômago

O AMOR AQUI
artigo para compor
a vida social
material
matrimonial
maternal
paternal
bestial/religiosa
o escambau
de quatro

é preciso avaliar

o suspensório
o salário
o obituário
o fraldário
tudo tem que combinar
com a real fantasia
da vida real encenada
por bonecos de pilha
humanos



PS. falta amor em São Paulo,
falta amor em Natal, falta amor nas Minas,
falta amor nos quatro cantos dos Pernambucos
aquele gratuito e silencioso
soturno e poético
como gato
como cacto
como pássaro
como água

leve como nuvens novas
livre como o vento sul
forte como a palavra
amor
escrita no tempo


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/The-Oracle-589547015

Nenhum comentário: