quarta-feira, 15 de junho de 2016

Onde melhor existo

*

Por Germano Xavier


se são minutos, horas ou segundos
esporádicos, o tempo que ocupo
teus pensamentos,
não importa, se relâmpagos ou eclipses.
se relances quase imperceptíveis,
incapazes de alterar tua órbita.

não importa se me pensas distraidamente
no espaço entre o farfalhar de uma página,
mudando para a outra e a visão de uma
nuvem se formando. não importa se me percebes somente
quando vês uma figura extremamente triste
nas ruas ou nas telas (ou no espelho).

não importa se existo apenas quando chove
ou quando se faz penumbra ou quando a vida real
silencia e encerra o teu dia.
ou quando se questiona
sobre a inconsistência de tudo
e a persistência do mal
no mundo.

não importa,

nesses clarões, em que me conduzes ao teu olhar de alma,
é onde mais estou vivo e onde melhor existo.


* Imagem: http://www.deviantart.com/art/One-by-one-602636830

Nenhum comentário: