quarta-feira, 27 de junho de 2018

Alguma esperança rompe a casca



Por Germano Xavier



é preciso chorar a morte
da carne
ou da inocência
da dignidade
ou dos sonhos
(há as que se repetem)

é preciso sepultar imagens,
ideais e vazios
(há os que ficam)

é preciso curvar o corpo
quebrado
sobre o caixão novo

regá-lo com lágrimas
eloquentes e sinceras
(e/ou alguma violência)

é preciso lamentar
visceralmente
todas as mortes
todas


a partida (irremediável)
das eras findas
das horas idas
(que ficaram na pele)

do mundo


* Imagem: https://pixabay.com/pt/levita%C3%A7%C3%A3o-leveza-menina-na-floresta-1333635/

Nenhum comentário: