domingo, 15 de julho de 2018

O homem encurralado (Parte XIV)



Por Germano Xavier


o homem encurralado
vestido em verde-pelotão
caminha corre foge

brada e sua

pesa a saudade antiga
de um tempo qualquer-talvez
alça mede estica

ergue
sua humanidade cinza
numa vermelha-dor ferida
corta curto e lima

o homem encurralado
violenta-se na lua acesa
sem ter nada em mãos
sem ter nada em mente
sem ter um alguém somente

com quem possa contar


* Imagem: https://www.deviantart.com/lacrimaetenebrarum/art/Com-ou-sem-sentido-19142239

Nenhum comentário: