sábado, 14 de julho de 2018

Sem perguntas



Por Germano Xavier




não me pergunto
por que te amo
nem se me amas
se vai chover
se vai ter sol

se vai ter chamas

se me escutas
se me devoras
se me consolas
se me apavoras

eu quero apenas
de ti lembrar
fazer poemas
te acasalar

eu quero apenas
tocar o céu
tocar teu corpo
comer o mel

eu quero apenas
sentir teu cheiro
beijar tua boca
ser teu pincel

eu quero apenas
ser tua lembrança
enquanto minha
enquanto tempo
enquanto pele
sentir apenas
tua mão chegar
ficar em partes
ficar em tudo
fechar os olhos
te desfazer
te ver morrer
te ver sorrir
encher espaços
te conduzir
aos meus segredos
me possuir
te ter em laços
te ter aqui
todo esse mar
eterno em mim


* Imagem: https://www.deviantart.com/revkat/art/Durerea-invizibil-116760958

3 comentários:

Te disse...

Simplismente perfeito.
Como bom escritor que és, conseguiu ir no mais profundo de mim.



Sigo te lendo/acompanhando, querido!

Unknown disse...

Lindo lindo! Pura inspiração! Parabéns

Germano Viana Xavier disse...

Obrigado pela presença de vocês.
Um salve!