segunda-feira, 15 de julho de 2019

O homem encurralado (Parte XXIX)



Por Germano Xavier


artista de arte impura,
concebe-se limitado,
despreza a fala, caminha apenas
na direção das vantagens.

destitui-se de humanidade: sabe ser
primário e nem duvida.

o homem encurralado vai de graça.
plasticiza-se.

não imagina que a essência da vida
está em não ser estátua.

e por não resistir,
segue modelando seu não-corpo-mundo.


Nenhum comentário: