terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Silêncios de ouro


Por Germano Xavier




Gianduia


Eu te prefiro.
Eu te pré-firo.
Aquele gosto gostoso é acabável, não?



Telharias



#1

de encontro ao
outro topo, topas?
vai na frente e amortece.



#2

gato pingado
não pinga nem se quer
quem pode pingar é preto bichano
que sei tem preto pra valer



#3

quem tem medo do escuro sabe
que o branco é todo paz




 Imagem: Deviantart.

10 comentários:

Germano Viana Xavier disse...

Crédito da imagem:

"silence is golden
by *FauSTiNa06"
Deviantart

Canto da Boca disse...

O sangue também rega, é regra. Alimenta e mata.
Adorei as mínimas, todas máximas em emoção, sentidos e sentimentos.

Germano, obrigada pela sua presença importante no Brasil & Cabo Verde.

Carinho e desejos de infinitos dias felizes!
Continuemos...

Joop Zand disse...

FANTASTICO.......GREAT GERMANO.

greetings, Joop

Saozita disse...

Adorei o teu blog , aínda não conhecia ,mas já fui entrando e ficarei por aqui a te seguir atentamente!

Tem uma boa semana
Bj

Rafael Castellar das Neves disse...

Que paulada!! Forte e profundo isso!! Muito bom!!

[]s

Renata de Aragão Lopes disse...

Sequência impactante!
Adorei!

Um abraço,
doce de lira

SAM disse...

Germano,

adorei todas e tudo!

Beijos e linda semana.

Dauri Batisti disse...

Bom vê-lo no movimento da poesia. Sigamos.

EDER RIBEIRO disse...

Esta última me fez lembrar qdo cheguei em Sampa, época de churros nas esquina, após uma noitada nas boates. Abçs.

HSLO disse...

Amigo Germano,

Estou de volto ao meu blog viu...já foi resolvido o problema do meu computador.

Seu blog sempre cheio de coisas boas. Quero um texto seu para ser publicado em meu blog, ok.

Um forte abraço
de luz e paz


Hugo