quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

A mão do irmão

*
Por Germano Xavier

para Gustavo Xavier, meu irmão

quando eu tiver
de nomear as coisas do céu,
as coisas do mar e quando eu tiver
de dominar com a alma em fúria
o timão incerto do tempo

e tiver de rememorar
as lutas de menino que lutamos
na plasticidade autoritária da vida
a conduzir correntes e grilhões,
terei sabido a verdade sobre os montes
de nossa escola de andar a partir da mão

na mão do outro.


* Eu e meu irmão Gustavo, em Palmeiras-BA. Meados dos anos 80.

Um comentário:

marga disse...

una dedicatoria muy bonita para tu hermano
abrazos