quarta-feira, 15 de junho de 2011

Braçadas



Por Germano Xavier

Para Rafael Medeiros,
amigo-irmão que está aprendendo a voar...


Quando Deus apaga nossos olhos
passamos a enxergar com as mãos.
Quando Ele nos serra as mãos
apalpamos a vida com o coração.

Quando Deus esconde nossa voz
falamos através do silêncio.
Quando Ele desgosta os gostos
temperamos tudo com o tempo.

Quando Deus nos retira os sons
ouvimos através dos cheiros.
Quando Ele nos poda o andar
está querendo que alcemos voo.

3 comentários:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Tobillos by ~GreyLu"
Deviantart

Nina Pilar disse...

Queridos amigos depois de mais de um ano, finalmente estou de volta, meus blogs foram inativados o - CREPÚSCULO, A MAGIA DO ORACULO E A CEIFADORA -ainda não sei pq, escrevi pra o Google, pedi explicações, que devolvessem, mas, não tive sucesso, recentemente tive um destes blogs novos deletado, tive que recomeçar tudo outra vez, foi retirado todos os poemas de lá. Certamente que deve haver uma explicação, mas, não sei qual é. Então estou passando pra deixar os novos endereços, e ficaria super feliz que fossem conhecer.
Os blogs são:
Memórias fragmentadas
Nossos Abismos
Diário da minha alma
Abismos entre Nós
E os links são:

http://ceu19621107.blogspot.com/
http://ramalheteceu1962.blogspot.com/
http://ceu1962.blogspot.com/
http://eupoesiascronicacontos.blogspot.com/

agradeço o carinho de todos vcs, e ficaria muito feliz de poder encontrá-los outra vez.

Beijinhos e muito carinho

Céu

Ana Lucia Sorrentino disse...

Quando Deus me põe longe de quem amo,
amo mais e mais lindamente, e alcanço a beleza que há no amor.
Germano... será que todas as nossas faltas acabam sendo ganhos?