quinta-feira, 24 de abril de 2014

Imprevisível


 Por Germano Xavier

eu,
imprevisível,
feito o mar,
desabando,
rijo,
no profundo oceano
de mim.

Poema que reside em minha carteira desde 2003.

3 comentários:

Poesias-Franciéle R.Machado disse...

As poucas palavras também dizem bastante...Seu verso me fez pensar mais além do que diz, somos assim imprevisíveis, como uma coisa sem contexto, mas que estamos aqui sim vivendo no profundo oceano que somos e temos em nós.

Abraços!
Boa Tarde!

Controvento-desinventora disse...

Um oceano em seu olhar...
imprevisível ver-se mar a dentro assim...
o profundo as ondas trazem
uma não, outra sim.

Anônimo disse...

Por mais que digamos que não, todos somos imprevisiveis. A imprevisibilidade é inerente a raça humana.

Ass: Júnior Sales