terça-feira, 29 de abril de 2014

Uma pipa para Pedro


Por Germano Xavier 

Para o Pedrinho da Branca, porque o céu não é triste.


Papel, cola, sacola plástica, linha e tesoura.
Com esses materiais, Pedro, nós
dois tocaremos o céu.
"Sim."

Já enrolei a linha no carretel
para você dar a tocada.
Agora só falta amarrar a rabiola
e fazer o centro do estirante,
que chuva nem de longe se anuncia.
"Sim."

Eu vou ficar daqui segurando ela.
Quando você sentir o vento
vindo daquela nuvem lá de cima,
aquela com cara de tamanduá-bandeira,
você dispara correndo, combinado?
"Sim."

Olha o vento, Pedro, é esse!
Não perde ele não, corre, vai!
Isto, Pedro, não deixa ela cair, vai mais!
Está subindo, Pedro, tão linda, no céu
azulzinho, está decolando!,
e colorindo o céu de cor, dando piruetas no ar...

Olha ela lá, não pára!
Continua, Pedrinho!
"Simmmmmmmmmmmmmmmmm..."

2 comentários:

Controvento-desinventora disse...

Nuazul a pipa acena a Pedrinho...SIMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM

Letícia Palmeira disse...

Faz tanto tempo. O carinho e a gratidão permanecem, Germano.