terça-feira, 22 de novembro de 2011

Poema de batida


 Por Germano Xavier

Bate tum-tum
no coração...
Bate torto,
e o som
coagula
um eco estrondoso de fim.

Um comentário:

Controvento-desinventora disse...

"Não meu coração não é maior que o mundo é muito menor..."CDA