quarta-feira, 23 de maio de 2012

Escritores iraquarenses são homenageados em projeto escolar


 Por Germano Xavier

A cidade de Iraquara-BA, Chapada Diamantina, completará 50 anos de emancipação política no dia 5 de julho de 2012 e, como não poderia deixar de ser, algumas homenagens serão prestadas à sua história ao longo do referido ano. Uma delas é o Projeto "Iraquara Mostra Sua Cara", realizado por educadores e alunos do Colégio Francisco de Assis (CFA). A ideia inclui o desenvolvimento de variadas sequências de trabalho, onde cada turma ficará responsável por uma temática específica. O 4º Ano do Ensino Fundamental I, por exemplo, fará um estudo envolvendo alguns escritores da terra, que desembocará na produção de álbuns biográficos e, consequentemente, na exposição do material nos dias de culminância dos festejos citadinos. "Pensamos em fazer algo que realmente mobilizasse toda a escola, tanto que é ele (o "Iraquara Mostra Sua Cara") é agora um projeto institucional. Daqui por diante não vamos deixar a história local de fora do âmbito de nossa escola, pois é importante agregar conhecimentos de nossas localidades ao currículo tradicional", relatou Ângela Pereira Oliveira, coordenadora do colégio. No tocante a tais acontecimentos, foi realizado no dia 21 de maio de 2012 um encontro regado a chás, chocolate quente e muita conversa com os escritores locais Nélson Neves, Zélia Ribeiro Coutinho e Germano Xavier, que foram entrevistados pelos estudantes em três rodas de debate. Dos escritores, foram colhidos dados como a data de nascimento, fatos relevantes da infância e adolescência, escolaridade, profissão, dados marcantes de suas vidas, entre outras informações que servirão de base para a construção dos respectivos álbuns. "Estamos pensando também em realizar um jogral, conseguimos através do apoio da Banda Filarmônica de Iraquara fazer a melodia do hino da cidade, que contará também com um coral para a sua apresentação. O projeto "Iraquara Mostra Sua Cara" também irá versar sobre culinária, ervas medicinais, saberes populares, paródias e será apresentado integralmente através de um desfiles pelas ruas da cidade", reforça Ângela. "Infelizmente, por falta de tempo, fizemos apenas o mapeamento de escritores da sede, mas sabemos que há muitos escritores também na zona rural. Convidamos Maria Neta, Ângelo Mattos e outros, mas estes não puderam comparecer por motivos de saúde. Este ano estamos enfatizando mais o universo da leitura através de projetos institucionais, gincanas, feira de livros usados... e a nossa intenção ao trazer escritores para a escola é justamente a de incentivar ainda mais a prática da leitura em nossos alunos", acrescentou Ana Elza Medeiros, gestora do CFA. A professora do 4º Ano, Luana de Souza Rocha, disse ainda que "além de todos estes encaminhamentos, houve a preocupação de se trabalhar em sala de aula os gêneros, tais como o da entrevista, que serão utilizados pelos alunos durante todo o processo e que servirão de veículo para acessar um maior números de fontes de informação".

3 comentários:

Germano Xavier disse...

Fotografia: Ângela (CFA)

Daniela Delias disse...

Bonito te ver tão atuante, tão cheio de vida. Bjo meu, Germano. Carinho :)

Júllio Machado disse...

Cara , muito legal essa iniciativa, esse movimento todo que aí acontece.
Fico com uma pontinha de inveja de não ter nada parecido aqui na área, nas adjacências, na minha "pobre" comunidade.
Parabéns por essa nobre interação!
Parabéns à cidade de Itaquara!