sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Juazeiro: Terra do Sol



Por Germano Xavier

O papel mais importante do cronista talvez não seja o de elaborar um retrato de um determinado tempo, de um momento na história, de um espaço no universo dos fatos, numa antevisão de que tudo isso pode ser o resumo de toda uma ópera litero-jornalística baseada apenas na ação contemplativa, derivando-se, posteriormente, para a reflexão. Ainda sou daqueles que confia mais na potência dos olhos, do saber ver, do saber manipular o ínfimo na direção do gigantescamente sublime. Ao contar o presente panorama juazeirense através do seu livro-reportagem, Josemary Nunes consegue demonstrar que o leve e breve comentário acerca do acontecimento cotidiano pode e deve ser permeado de elementos narrativos e ferramentas outras que possibilitem a ancoragem do sentido textual no melhor cais da palavra. Um dos acentuados pormenores da obra está logo diante de nossa face: a comicidade. Não o efeito do riso e da graça gratuita, mas a sábia caricatura do que afronta a ordem sisuda do texto, o gesticular de imagens e sons que a palavra abarca quando é bem tratada. Daí um mundo inteiro de significações mais verossímeis e relevantes atingir os mais recônditos lugares no homem habitante do real. Juazeiro da Bahia surge em suas diversas facetas, doces e cruéis, ingênuas e obstinadas, despida e ficcionalizada. Com toda a licença possível dada à escritora, nuances míticas e simplórias dividem espaço com o jogo do que é mais trivial e carismático na cidade. Eis um trabalho que tenderá a fabricar novos caminhos, novas esferas de visão, renovadas atmosferas interioranas, surpreendendo-nos com toda a beleza e toda a feiúra de um lugar que, antes de qualquer outra consideração, ensina-nos a suportar o duro sol dos puros castigos no simples movimento do piscar de olhos, numa imorredoura rotina mista de dor e prazer. A cidade, sem sombra de dúvidas, vive e revive nas crônicas de Juazeiro: Terra do Sol.

Um comentário:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Sol poente
by ~Miriamala"
Deviantart