domingo, 1 de janeiro de 2012

Menino grande


O mundo, menino,
o mundo é branco.
E nele você vai desenhar
um sol bonito para iluminar,
um chão firme para andar,
um vento brando para ajudar
os sonhos do teu verbo,
os versos dos teus passos.

O mundo, menino,
o mundo é grande.
E por ele você vai correr
até encontrar a única coisa
que você sozinho não soube imaginar:
o Amor.

O Amor, menino,
o Amor é o máximo.


Terceiro poema da série Preto-e-Branco: Poesia.
Fotografia de Daniela Gama.

3 comentários:

Ana Lucia Sorrentino disse...

Germano... vc tem escrito poemas. E esse foi mais um que colocou um sorriso nos meu lábios... :)

Júllio Machado disse...

Sublime poesia; doce como a infância deve ser.

(esse poema me lembrou das alquimias de Quintana)
Abraços!

Dani Gama disse...

O amor, Menino Grande...o Amor é o máximo!

Esse foi o que mais AMEI até agora. Você foi muito feliz em falar de Amor nessa fotografia. Ela é especial, de uma fase bonita de lembrar com o coração e a saudade.

Abraços, querido.