terça-feira, 22 de março de 2011

De como desdar o não devido


Por Germano Xavier

É que você devia aprender uma dança de salão, homem! Fica aí neste mundo de meu deus e acaba que o girassol se entorta de vergonha e morre dormindo virado para o outro lado. Vai aprender uma dança, tomar de conta de uma dama, girá-la sobre o eixo da alma e abraçá-la extremosamente. Que obra de viver sub-reptícia é essa? Entorna o copo dourado de champagne no vau da boca e diz amor praquela mulher, homem! O que é que você espera? Está achando que o bobo da corte vai vir lhe fazer companhia no fim do baile? Ora ora, meu cavalheiro! Você que tanto escuta os rumores do silêncio, não vai fazer sujeira agora, não é? O bobo da corte está é bêbado na devida hora mais precisa e pouco liga para você. O cão aparece nestes momentos. Aquele diabo vermelho com o tridente roubado de Netuno. Ai, como eu queria te ajudar! Como eu queria dizer tanta coisa sobre ela. Aquela mulher tem por você uma sinagoga inteira, homem! Aí nascem os cientistas dizendo que o amor tem fórmula e pode ser acondicionado num frasco de vidro rotundo como aqueles da antiga fábrica de bebidas do avô. Levanta, homem! Pede a mão dela numa valsa e se assegura da vida que você quase desperdiçou. Segura forte nas ancas dela e não larga. Não deixe ela cair! Por nada nesta vida deixe ela cair! Sinta a pele dela, o fio pesado do cabelo correto, dá aquele passo para a esquerda com um volteio em cento e oitenta que o último professor ensinou. Não esquece do rosto erguido, que é para a respeitadura dos outros. Depois joga ela em espiral sobre teus braços e a puxe num elástico de mãos. Pontapeie o ventre aberto dela no meio das pernas adornadas por aquele vestidinho medieval, vai! E quando aquela música começar, não deixa para depois não. Vira ela do avesso num trezentos e sessenta carnívoro e arrebata ela do salão. Mostra tua efusão humana e arregala os olhos de quem inveja. Não combina pena ou piedade com ela, mas deixa ela te matar. Não mede tempo, por favor. Não mede amor. Vocês nasceram um para o outro e nada pode derrubar vocês. Joga limpo com ela esse jogo que você não sabe jogar. Perde para ela sempre, porque você também vence assim. Mas é que você precisa aprender uma dança de salão, homem! Vai, perde tempo não! Começa agora, vai! Vai...

Um comentário:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"96317_by_aleksandra88-d3c5kqs"
Deviantart