sexta-feira, 4 de março de 2011

Ele vem lá de Cardeal da Silva

Por Germano Xavier

Ao amigo e colega de jornalismo Luís Osete.


Conheci um cara interessante. Não, eu não sou homossexual! Respeito a decisão dos outros, mas tenho certeza que não sou. Todavia, o que acabo de dizer é a mais pura verdade: conheci um cara bastante interessante. Não, eu não falo de beleza, meu caro! Falo de uma cuca boa, entende?, que não é só merda como a tua! Conheci o cara, o cara dos discursos, das boas visões e das melhores palavras conversadas. O cara gosta de escrever também. Já tem até um pseudônimo... Jornalista! O cara quer ser jornalista, como eu. O cara é feio, mas tudo bem, um dia todo mundo perde a beleza, entende?... Faz pouco tempo, foram poucas palavras trocadas, mas gostei dele. Sem sombra de dúvidas, é um cara interessante. O cara é tímido, mas conversa feito o papagaio do seu Fabriciano. O cara é medroso. Dizem as más línguas que ele é lerdo. Não acho que ele seja lerdo, não. Desde quando ser um sonhador é ser lerdo e medroso? O cara é dos meus, entende?, gente fina de primeira instância! O cara é da noite, o cara é da poesia, é da solidão, é da lua, cara! Parece mais a metamorfose do Kafka! O cara parece um inseto, perambula pelas ruas da literatura, picando tudo que é verso, rima e discurso. Traça tudo, cara! O cara veio do fim do mundo, de um lugar com nome de passarinho, e veio pousar logo aqui, no cu do mundo, onde me metamorfoseio também.

- Que história interessante!

- Não, seu bárbaro insignificante! O cara é que é interessante! O cara viaja sentado como eu, viaja no vento das páginas de um livro aberto. Cara, esse cara é demais... o cara é todo torto, escreve com a direita, chuta com a esquerda, não bebe Coca, mija na cama e é cubano. Mas, cadê o charuto? O cara é uma esquerda ao zero. É difícil um cara desses por aí nos McDonald’s da vida... por isso achei o cara um cara interessante. O cara fala e escuta, só anda com a mão na boca e coçando a cabeça. Parece até que tem piolho! É isso mesmo, o cara é um piolho! Infestou minha cabeça com a piolhice dele. E eu, sou piolho também? O cara é o primeiro cara que eu conheço que torce pelo Grêmio. Torce por causa de uma antiga amiga e não por causa dele mesmo. Cadê aquela coisa de personalidade, cara? Esqueci, piolho não tem personalidade! Piolho só sabe coçar! O cara coça a cabeça, mas é pensador. O cara tem nome, nome de piolho, e de piolho pensador. Osete, esse é o cara!

Um comentário:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Piolho-de-Cobra
by ~tiagomelo"
Deviantart