terça-feira, 5 de junho de 2012

Os lixões e a Chapada Diamantina


 Por Germano Xavier

Mês passado um antigo colega de escola me apresentou seu Projeto de Pesquisa para conclusão do curso que está terminando, na área de Gestão Ambiental, e desde então fiquei pensando no teor e na utilidade de sua proposta. A pesquisa versa sobre soluções possíveis e viáveis acerca do aproveitamento e da reciclagem do lixo produzido na cidade de Iraquara-BA, assim como de outras cidades do entorno. Ainda com as ideias do amigo perambulando na cabeça, fiz questão de fotografar alguns lixões de algumas cidades durante uma recente viagem que fiz até a cidade Uibaí-BA para tentar justificar a enorme praticabilidade de seu projeto. O lixo é hoje um problema internacional e tem dado dor de cabeça a muitos governos mundo afora, desde o processo de coleta até o armazenamento e/ou destinação final. Cidades de pequeno porte, como é o caso das urbes da Chapada Diamantina, que deveriam fazer trabalhos exemplares neste setor, já que a dimensão do problema é ínfima quando comparada aos transtornos presenciados nos grandes centros, revelam propostas arcaicas de coleta e pouco ou nada fazem de novo quando o quesito diz respeito a ações de sustentabilidade - ou autossustentabilidade, como preferir - que realmente transformem o que atualmente significa apenas prejuízo em modelo de conduta social e de governabilidade. Só para citar outro fato que me ocorreu recentemente e que também reafirma a importância deste assunto. Voltando de Salvador em transporte coletivo, a moça que ia ao meu lado me pergunta, um tanto surpresa, no exato instante em que o veículo passava em frente ao lixão da cidade histórica de Lençóis-BA:

- Minha nossa, como pode isso? Uma cidade que se diz referência em atividades ligadas ao meio ambiente e turismo com um cartão postal assim tão triste, e logo na entrada da cidade?


3 comentários:

Germano Xavier disse...

Fotografia:

Germano Xavier

URBAN.GO disse...

Amigo Germano, esse é um problema mundial mesmo.
Tal como nessa cidadezinha, o resto do mundo diz - Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço!
Abraço.

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Aqui perto também temos um lixão na Região dos Lagos... a situação é a mesma!!!
Vamos torcer pra que tudo se modifique pra melhor...
Abraços fraternos de paz