sábado, 29 de janeiro de 2011

O ginete adestrado



Por Germano Xavier

II


Eu sou apenas um sonhador e acredito em "Mundos". Eu só quero que você me entenda! Mas se você não quiser entender, não faz mal. As coisas vão continuar sendo "coisas" e as coisas... ahh!... não vale a pena explicar. Quando se quer escrever é bom que se ande, pois a matéria-prima dessas nossas loucuras são mais facilmente encontradas nas ruas, avenidas e esquinas dos "Mundos". Tudo é muito barato e quase sempre gratuito. Uma verdadeira pechincha, sem contar que a relação custo-benefício é extraordinariamente positiva. É por isso que estou sempre andando por aí, muitas vezes tentando me encontrar.

Foi numa dessas minhas andanças que percebi o quão selvagem é o Amor do ser humano. Na margem do rio, uma égua se aproxima de um ginete adestrado; primeiro, há uma troca de sinais e entendimentos e, logo depois, como que de súbito e inopinado, a égua se oferece num gesto ligeiro. Assisti à cena e acabei percebendo uma relação de interesses fortíssima durante aquele ato. A égua desejava segurança, respeito e maior autonomia territorial. Já o ginete adestrado queria a conveniência da fêmea, a fama e o status de garanhão. Naquele instante, enxerguei o homem em todos os estágios históricos, pois não pense que essa troca de favores é marca ou consequência da pós-modernidade. Um auto-retrato da selvageria e irracionalidade humana. Alguém aí sabe onde eu deixei aquele meu "chazinho"?

Viver é mesmo uma provocação. Eu sou apenas um sonhador, e também um proxeneta (já se esqueceu disso?!). Eu ainda não consegui entender o porquê dessa desfaçatez absurda. Calma! Eu não estou dizendo nada demais! Eu sou um humano pseudestésico, lembra? Mas é que o Amor é mesmo uma droga, sempre nos deixa no chão. Toda vez é isso: decepção, ilusão, barbitúricos, suicídio... A minha puçanga, eu preciso da minha puçanga!

Por favor, não pense que eu sou um louco. Eu posso explicar tudo! Eu não estou aqui para criar confusão. Tudo que quero é que você me entenda. Não se aborreça por minha causa. Eu sou apenas um sonhador e estou aqui só de passagem. Continue! Viva! Apenas viva! Pássaros coloridos, onde estão meus comprimidos? Sirva-se de seus pseudosumos, mas continue vivendo! Perdoai a eles, pois não sabem o que fazem!

3 comentários:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"sometimes the in dominates out
by ~ylovits"
Deviantart

A Escafandrista disse...

Dá pra ver a cena da égua e do ginete só com a sua descrição... mas.. "proxeneta", "pseudestésico"? E vc ainda diz que quer que eu te entenda? rsrsrs
Saudades, G. Abraços.

CARLA STOPA disse...

As suas palavras são provocação...Grande abraço...