sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Você acredita?


Por Germano Xavier

Você acredita no homem? Na inteligência do homem? Você acredita em placas solares? Você acredita que um dia um cidadão norte-americano deixará de consumir diariamente alimentos prontos ou crus que viajam quase 2,5 mil quilômetros até chegar à sua boca? E que este mesmo norte-americano, ou de qualquer outra parte do mundo, deixará de construir casas cada vez maiores, assim como comprar aparelhos de televisão cada vez maiores para pôr em suas salas cada vez maiores e cada vez mais dependentes de lâmpadas ou, ainda, que este mesmo norte-americano ou europeu ou indiano, cada vez mais dono de uma cada vez maior barriga de gordura, deixará de comprar carros cada vez maiores e beberrões? Você acredita que a China diminuirá a produção industrial colossal de um país também colossal, dono de uma população mais colossal ainda, só para ver o menininho aidético africano respirar um ar menos poluído e mais saudável? Você acredita que construiremos turbinas eólicas ao invés de instalarmos mais postes de energia nas cidades? Que reciclaremos os milhões de toneladas de lixo produzido por dia em todo mundo e deixaremos de usar plástico para embalar refrigerantes? Você acredita que os chineses deixarão de inaugurar uma nova usina termelétrica a cada semana, como vem acontecendo? Você acredita que um dia você não precisará mais de carro para chegar ao trabalho, porque o metrô estará funcionando muito bem, obrigado? Você acredita que um dia você vai poder dizer “Meu ônibus passa às 13 horas, pontualmente. Então, para que demonstrar preocupação? A empresa que fornece este serviço é realmente fantástica!.” Você acredita que as calotas de gelo da Groenlândia não irão derreter daqui a poucos aninhos? Você acredita que todo mundo irá ao supermercado trocar suas lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes? Você acredita que um dia todas as papelarias só estarão vendendo cadernos feitos com o papel reciclado da embalagem daquela pizza gostosa que você comeu ontem com os amigos? Você acredita que um dia a Monsanto será mesmo uma santinha, e defenderá a naturalidade genética dos alimentos? Você acredita que não haverá mais politicagem nem interesses nas negociações da ONU, nas pesquisas científicas divulgadas nas revistas Science ou National Geographic? Você acredita num mundo sem chaminés? E num mundo sem escapamentos? E num mundo onde a temperatura média é de 14° C, como era nos anos de 1800? Você acredita na viabilidade de carros que se movimentam a partir da energia do sol? Você acredita em motores mais eficientes? E na conservação, captura e armazenamento do carbono? Você acredita que o homem não precisará mais de aviões para se deslocar de um país para outro, ou de uma cidade para outra? Você acredita que as grandes redes de lojas gastarão seus sagrados dinheirinho para que o consumidor leve os produtos para casa em sacolas biodegradáveis? Você acredita no fim do CFC? Você acredita que a cana-de-açúcar é a salvação da lavoura? E que o milho também é? E que o pequeno produtor, lá em sua rocinha, será muito bem valorizado pelas políticas públicas, obrigado? Você acredita num mundo sem Gol, Corsa, Fiesta, Palio, Uno, motos e caminhões? Você acredita em bicicletas? E em pernas, você acredita? Você acredita em garagens vazias? Ruas largas e vazias? Avenidas largas e vazias, cheias de gente, apenas? Você acredita na inteligência do homem? Você acredita no poder do homem? No poder no homem? Você acredita no poder? Você acredita em você?

5 comentários:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"exogenesis symphony
by *myiu14"
Deviantart

Rosangela Neri disse...

Acredito, coisas do ser humano... ser o que não deveria.
É isso aí.

Amei a postagem.

Bjks e bom fds!

Voltarei.

Andressa disse...

Não...

HSLO disse...

Acredito em DEUS e em meus orixás, anjos e santos.
No resto, eu sempre tenho uma dúvida.

O seu texto ficou ótimo.

abraços

Jhony disse...

Eu acredito nas bicicletas....