quinta-feira, 11 de abril de 2013

Há amor

Imagem: Deviantart
Por Germano Xavier

para minha amada Leilane Paixão,
amor de refazer...


há amor sem amor
amor pelo amor
amor ir amor vir

há amor de amor
com amor
ama-se amo amor(a)

há amor em Roma
amor no agreste
amor na jazida de minério

há amor se quer amor
sequer amor
só queremos amor

há amor dando amor
fazer amor
amor no exercício do inferno

há amor brincando
gangorra sobe-e-desce
amor sem queda

há amor no mundo
meu seu sem serás
que será amor não duvido

pois amor há no amor
da gente o amor sem dor
o que quero e o que divido

5 comentários:

Relojoeiro disse...

Adorei este poema. :) Está muito romântico, verdadeiro, sentido.

Rebeca dos Anjos disse...

Lindo demais!!

Beijo, Gé! :)

Arco-Íris de Frida disse...

O amor esta em tudo... embora muitas vezes ele se camufla e finge ser outro sentimento...

Disciplina de Psicologia do Desenvolvimento I do curso de Psicologia da FURG disse...

Lindo, G.
Beijo!

Disciplina de Psicologia do Desenvolvimento I do curso de Psicologia da FURG disse...

sou eu, G, a Delias, estava no perfil errado!

beijo!