segunda-feira, 18 de abril de 2011

Paixão e guerra no sertão de Canudos


Por Germano Xavier

E o sertão virou mar, um mar de sangue e horror. Esta é a epopéia sertaneja ocorrida na cidade baiana de Canudos, palco de um dos maiores levantes revolucionários da recente história brasileira. E é essa, também, a temática central do premiado documentário Paixão e Guerra no sertão de Canudos, produzido no ano de 1993, sob a direção de Antônio Olavo. O vídeo, que conta com a narração de José Wilker, outrora protagonista de um longa-metragem que recebe o mesmo nome da cidade que depois seria inundada pelas águas do açude Cabrobó, relata a saga vivida por Antônio Conselheiro, líder guerrilheiro combatente do novo regime governamental instalado no Brasil (a República), que continuaria concentrado na mão das elites e do poder político o direito à terra e à renda. Sob este prisma, a produção buscou em depoimentos de parentes, pesquisadores, a matéria-prima para a construção do filme. A “verdade” dos testemunhos impressiona, juntamente com o esforço de retratar, na subjetividade das paisagens, a situação da localidade, castigada pela seca e pela pobreza.

Um comentário:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Guerra de Canudos by ~Agateka"
Deviantart