sábado, 7 de maio de 2011

Vernissage


Por Germano Xavier

Pôr nas paredes da grande galeria
a tua peregrinação,
a tua visita à Ítaca
(ou às Ítacas),
os teus significados jamais encontrados,
porém cumpridos pelo caminho.
Expor tuas idas
e teus regressos.
Revelar a sensualidade
com que destes os primeiros passos.
Dispor tuas semeaduras,
tuas hortas, teus frutos,
mesmo repleto de tardes ou ao relento.
Pegar do pincel noturno
e retocar aquele sorriso quase morto,
tua relíquia. Tingir de Novo o Velho.
Desconstruir, reconstruir.
Reescrever.
Pôr nas paredes da grande galeria
o teu crisol, um dia antes
dos olhares lhe apontarem as vistas
- que é para não causar estardalhaço.
Iluminar os cantinhos com luzes de um sol
inesquecível de uma manhã acompanhada.
Iluminar-se.
Vagalumear-se.
No final, escancara tuas falhas
e deixa que o vento as varra
(momento de nascimentos).

Dia seguinte:
"Lindas terracotas!"

3 comentários:

Germano Xavier disse...

Crédito da imagem:

"Mindfulness by *Hengki24"
Deviantart

Geovani Gonçalves - GG disse...

Mágico!

Rafael Castellar das Neves disse...

Cara...ótimo isso...muito bom mesmo...dá para aplicar na vida, sem pestanejar!!

[]s